terça-feira, 12 de maio de 2009

Mais plágio

Para quem não visita o meu romãs, informo de que o blog http://notasfrageis.blogspot.com tratou de usar parte do meu poema 'Nu' editado a 23 de Abril, no meu romãs, e no seu espaço, a 28 de Abril, com o título 'escondo-te nas palavras'.

Nada tenho contra quem se inspira noutras pessoas, desde que digam onde se inspiraram, ou onde foram copiar versos completos...haja um mínimo de decência e que devem lembrar-se de que os direitos de autor existem e que a plágio se chama roubo!

Já lá deixei o meu comentário e fico à espera que tal pessoa se retrate.

Já chega de estupidez e falsidade.


A pessoa pediu desculpa e o comentário foi publicado no romãs no local destinado aos comentários, na devida altura.

7 comentários:

Mírtilo MR disse...

Compreendo o seu aborrecimento, a sua indignação, por ter sido alvo de plágio um seu poema. É deveras de reprimir esse tipo de acto. Um criador, um poeta, a criar a sua obra, com tudo o que isso implica e sacrifica - além de perda de tempo, a descida ou elevação ou viagem dentro de nós ou de outros, ou além de nós, na nau duma imaginação que às vezes até dói, sentimentos postos à prova, sacrifícios, sofrimento, etc., para depois vir um parasita roubar-nos a obra criada com o nosso trabalho e publicá-la total ou parcialmente como sua, refugiando-se num anonimato legal e em local legalmente desconhecido, como é o caso. São realmente de reprimir estes casos.
Junto aos seus o meu lamento e a minha repulsa por tão reprováveis actos.
(Vim ter aqui pelo blogue «À Beira de Água, de Eduardo Aleixo, de quem sou amigo e onde comento.)
Amistosa saudação.

Mírtilo

Vento disse...

O mundo é uma selva...

Beijo

Maria, Simplesmente disse...

Paula, desde os comentários anónimos, roubos descarados, plágio, etc. sempre me revoltei e relatei em comentários sobre a Internete que tenho publicado.
são baixos estes actos, muito baixos, demonstrando bem as pessoas que nos urilizam tal como se tivessem entrado em nossa própria casa.
Eu sei que podemos fechar os Blogues no entanto gosto de espaços abertos. Na fotografia eles esquecem-se que na fotografia está tudo impresso desde a máquinaa tudo que nesse momento utilizamos para fazer a fotografia e a hora até aos segundos, mas em textos e poemas penso que o dia e a hora também lá devem constar.
É muito triste que as pessoas sejam assim, descaradas e sem vergonha.
Abraço
Maria

heretico disse...

lamentáveis. estas cenas...

solidario contigo

beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, É DE FACTO TRISTE, UMA SITUAÇÃO DESTAS... ESTOU CONTIGO AMIGA...
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Å®t Øf £övë disse...

...e deixo-te outro beijinho aqui...

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividades para crianças e adolescentes da minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00. Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos. Meu e-mail asilvareis10@gmail.com