segunda-feira, 4 de maio de 2009

Poema único

Este é o poema mágico da noite
o poema despido e frontal
do canto imaginado dos pássaros
é o poema colorido de paixão
de flores e de gestos precisos.

Este é o poema único
nascente e foz
vivo e persistente
o poema da tua vida
quando nossa.

Este é o poema imortal
da tua voz.

14 comentários:

Mário Margaride disse...

Na arquitectura das palavras, a poesia se controi, através da voz do coração.

Boa semana

Uma excelente semana!

Beijinhos conjuntos de carinho, do Mário e da Rosana.

http://somesmotu.blogspot.com/ (UNIVERSO DAS PALAVRAS)
http://amordealemmar.blogspot.com/ (AMOR DE ALÉM MAR)

O mar me encanta completamente... disse...

Irrigado e nutrido
o caminho das tuas poesias.
Amei.

Beijinho

Sonia Schmorantz disse...

Que lindo e terno poema! A cada dia mostras textos mais bonitos!
beijo e boa semana

Osvaldo disse...

Olá Paula;

Um poema único de uma poetisa excepsional,... só poderia dar um poema imortal.

Nem precisa dizer que o poema é lindo porque todos os teus poemas são belos.

bjs e boa semana.
Osvaldo

Maria Clarinda disse...

E como ficou imortalizada a voz no teu poema, de uma maneira linda, mágica...
Parabéns, Paula
Jinhos mil

wind disse...

Bonito.
Beijos

entremares disse...

A voz é sempre O poema.
A voz é a alma,
os cantos e os sonetos.

O resto são pontos, sílabas e silêncios.
O poema, esse, já está completo.
De viva voz.

Viajantis disse...

e no poema se constroiem os sonhos de uma vida nossa....

PreDatado disse...

Um poema que sai da garganta!

heretico disse...

poema "único". de amor de fala...

beijos

casa da poesia disse...

...este é o poema!...

"aetas:Carpe Diem quam minimun credula postero."

Vento disse...

Imortal como só o amor, sabe ser...

Beijo

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Este é o poema de uma vida, com principio, meio, e fim.
Beijinhos.

mfc disse...

Um poema de saudades...