terça-feira, 25 de agosto de 2009

Porque será?


Porque é que às vezes
não passa de um brutal
nó na garganta
e as lágrimas
escorrem por dentro
e inundam a alma
e nos afogam os sentidos

não choramos
e não gritamos
deixando a dôr
amachucar
o que ainda resta de nós?

Porque será então
que o fogo não se extingue
quando a ausência
é premente?!


Foto minha.

12 comentários:

wind disse...

Porque somos masoquistas!
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, BOA PERGUNTA!!!
NÃO SE EXTINGUE ENQUANTO HOUVER AMOR NO CORAÇÃO, PENSO EU!!!
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Maria Clarinda disse...

Lindo o poema...linda a fotos!
Belo o conjunto daqui resultante, que também não se extingue!!!Jhs mil

mariabesuga disse...

é a nossa tendência para a negação do absolutamente inevitável e mais que evidente quantas vezes...

somos nós...

Beijinho p ti Paula

Osvaldo disse...

Paula;
Tanta pergunta, pra nenhuma resposta!...
Porque será?...

bjs
Osvaldo

O mar me encanta completamente... disse...

É complicado tentar contrariar as emoções que o coração sente...
Será mais fácil seguir em compasso.


Meu beijo

Chris disse...

Será que vale a pena afogarmo-nos por amor? Penso que vale sempre a pena, da pena da vida...
Abraço
Chris

Sonia Schmorantz disse...

Sabe por quê? Porque as ausências se alimentam das boas lembranças, dos pensamentos e da saudade...e assim crescem assustadoramente!
Beijos

Fenix disse...

Porque os sentimentos verdadeiros, aqueles que são de gostar, não se extinguem pela ausência. Pelo contrário, parece que só aumentam e se tornam mais fortes. A ponto de doer...
Sei bem do que falas...!

Beijo
São

mfc disse...

Ficamos dolorosamente sem palavras.

Viajantis disse...

..chorar faz libertar a Alma!!!

Pjsoueu disse...

Paula Raposo...

Entrei, olhei ao meu redor: gostei da decoração. As janela decoradas pelas palavras de mil cores, envolto no perfume dos sentimentos.

Gosto de estar aqui:)

Bjos

Pj