segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A tua canção


Quando me cantas ao ouvido
a música dos poemas
regresso ao fundo de mim
numa suave melodia de água

só daí posso nascer e chorar
apresentando-me ao mundo

depois da tua canção
eu permaneço
uma eloquente paixão

sou uma presença de mar
e uma onda para te trazer de novo
à Vida!


Foto minha.

12 comentários:

wind disse...

Bonito e apaixonado.
Beijos

continuando assim... disse...

bonita foto

excelente texto

gostei de ler :)

bj
teresa

O Faroleiro disse...

"Há mar e mar, há ir e voltar!"
Para isso, é preciso querer...
Um abraço

Vento disse...

É esse poder que faz renascer
a alma perdida.

Beijo

Sandra disse...

Vim conhecer todos os eus cantinhos, hoje.
Tem um selo na curiosa VOCÉ É O MEU MELHOR PRESENTE.
Passe lá.
Sandra

Zé Al disse...

Maravilhoso poema , acompanhado por uma linda foto!Pena é que não seja acompanhado por uma voz ou canção a declamar o poema ,tenho a certeza que ficaria fantástico!
Beijos Zé Al

Nilson Barcelli disse...

Muito bonito poema, tal como a foto. Gostei imenso.
A tua presença é vida...
Um beijo, querida amiga.

entremares disse...

Paixão, sem dúvida...
Alguém duvida?

Mário Margaride disse...

Belo e intenso poema.

Gostei muito querida amiga!

Beijinhos e boa semana.

Mário

Déia disse...

Que lindo!

Então canta, baixinho, que eu te acompanho!

bj

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Como as ondas do mar estamos sempre em constantes recomeços, e em constantes reencontros como as ondas quando embatem nas rochas.
Beijinhos.

mfc disse...

Continua... gosto destes teus sorrisos.