sexta-feira, 20 de março de 2009

Dom

É preciso ter dom.
Dom de entender
o que se esconde,
dom de perceber
o que não é dito.

É preciso ter dom
de conseguir
ultrapassar
o mais limitado
caminho.

É preciso ter dom
de perdoar
quando sabemos
que o final
não se altera.

14 comentários:

wind disse...

Certeiro e bem escrito:)
Beijos

Clarinda Galante disse...

Como tive o prazer de te dizer pessoalmente....lindo!!!!!
Jinhos muitos

Mário Margaride disse...

Eu diria: é preciso ter dom, para escrever este belo texto!

Beijinhos

Bom fim de semana!

Mário

Sonia Schmorantz disse...

VERDADEIROS AMIGOS SÃO COMO ESTRELAS
NEM SEMPRE OS VÊ, MAS SABE QUE ESTÃO LÁ....
UM ABRAÇO E BOM FINAL DE SEMANA

Alexandra disse...

O Dom é algo de inato e reside em ti, pois só um verdadeiro Dom poderia fazer esta melodia de palavras.

Bom fim de semana.

Beijo

Ana Oliveira disse...

Paula

Dom...o teu...de tão bem dizer o que te vai na alma...e se reflecte na nossa!

Bom fim de semana

Um beijo

Ana

Vento disse...

É preciso ter o Dom de ir mais além do que as palavras decifram, mais além do olhar que se esconde.

Beijo

Jaime A. disse...

É ter dom de, também, saber escrever, mesmo que op final nunca se altere.
Parabéns pelo texto.

Eli disse...

Parabéns! Estás no verdadeiro caminho da realização e divulgação de sentires. Força!

:)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, BELÍSSIMO O TEU POEMA... SUBLIMES PALAVRAS AMIGA...
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Fenix disse...

Sim, é isso mesmo:
"...perdoar quando sabemos que o final não se altera."

Dom de ler nas entrelinhas!
Dom de seguir em frente mesmo quando se caminha no fio da navalha!

Muito, muito bem escrito!
Gostei muito!

Beijinhos
São

A Luz A Sombra disse...

Nós podemos entender
Nós podemos ultrapassar
Nós perdoamos sabendo que o final não se altera, mas... pergunto eu: ao que ficamos reduzidos para continuar a viver?

Porque para poder amar temos que confiar.

Isto é a minha maneira de sentir, repare que não digo "de ver".
A Luz A Sombra

Viajantis disse...

e tu...tens o dom da escrita!

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
O dom de perdoar é muito importante, mesmo que não se esqueça.
Beijinhos.