sexta-feira, 13 de março de 2009

Vulto amante


O vulto desconhecido
que se aproximava
tornou-se amante
conhecido,
razão de palavras
e motivos de poema,
amante exausto
em dias inesperados.

Eram longas manhãs
e foram curtos tempos,
consequência de um destino.


Foto: Maria Clarinda. Obrigada...

15 comentários:

PreDatado disse...

Por detrás de diáfona cortina...

Ana Oliveira disse...

Tantas manhãs longas...se acabaram tão de repente, em tempos inacabados, em tempos ainda prenhes de poemas por dizer...

Beijos

Ana

Maria, Simplesmente disse...

Bonito... Parabéns às duas.
Abraço
Maria

Dennys Reys disse...

Lindo poema....
Que vulto inspirador...

Mariz disse...

Salvé!
O destino tráz-nos situações surpreendentes para que aprendamos a viver com elas e nos fortaleçamos. Gostei do teu desabafo poético.
E...ainda não foste buscar á sala dos Óscares o que lá deixei para o Dia da Mulher.
Abraço meu
Mariz

Sonia Schmorantz disse...

Cheguei outra vez na estréia de mais um lindo poema..
beijo e bom final de semana

wind disse...

Gostei.
Beijos

Viajantis disse...

que bom quando ha coisas inesperadas que nos alegram!

Osvaldo disse...

Olá Paula;
Como sempre "arrancas" poemas maravilhosos mesmo de vultos estranhos.
Bom fim de semana.

Jaime A. disse...

Um vulto tornou-se amante... longas as manhãs; tanto foi dito em tão parcas palavras.
Parabéns

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, MINHA POETISA DE ELEIÇÃO... ONDE AS PALAVRAS CHEGAM AO CORAÇÃO... UM ABRAÇO DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Mário Margaride disse...

Por trás de cada vulto, há o outro vulto, de nós...

Lindo!

Beijinhos e bom fim de semana!

Mário

Clarinda Galante disse...

E como é bom as manhãs serem longas....
Como sempre lindo!
Jinhos

Fenix disse...

Os bons tempos são sempre curtos!
Quanto mais longas as manhãs, tardes, noites, dias de felicidade..., mais curtos os sentimos ao recordar com saudade...

Beijinhos
Bom resto de domingo!
São

entremares disse...

O destino... esse desconhecido.
O que hoje é incerto, amanhã poderá ser tão claro como a luz do sol...

" Keep passing the open windows"... como dizia a canção.