terça-feira, 7 de julho de 2009

Para lá...

Para lá das palavras
que se dizem
existe um mundo imenso
a ser descoberto
a ser vivido e amado
e que espera ansiosamente
o começo da aventura.

Assim quando a esperança
nos retoma o sentido
desejamos que a vida
seja o ideal sonhado
e para lá de todas as palavras
exista a permanência
do Amor.

9 comentários:

prafrente disse...

Para lá das palavras que se dizem existe a sublime linguagem do olhar, porque se os lábios podem mentir, os olhos NÃO...

Dentro da "alma" do poema subentende-se um coração (o do poeta) na rota do amor...
Oxalá o encontres...porque a vida só tem sentido se tivermos com quem partilhar as emoções.

Beijo

wind disse...

Muito bonito!
Beijos

Gleidston disse...

Como sempre, um maravilhoso poema.

Otima 4f pra voce Paula,

Beijo!

Maria Clarinda disse...

Mais um poema lindo, Paula!
(...)Assim quando a esperança
nos retoma o sentido
desejamos que a vida
seja o ideal sonhado
e para lá de todas as palavras
exista a permanência
do Amor.

Jinhos muitos

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Se há algo que não precisa de palavras é precisamente o Amor, porque ele tem outras formas bem mais verdadeiras e sinceras de se expressar.
Beijinhos.

Sonia Schmorantz disse...

Bonito e verdadeiro, para lá das palavras, que são limitadas, existe um outro mundo, talvez até mais verdadeiro.
beijos

Viajantis disse...

a esperança é a ultima a morrer...

Giovanna disse...

Lindo blog.. falar de palavras, poesia e amor... td está ai para ser vivido,sentido e amado.. andei visitando seus blogs ,amei e tomei a liberdade de fazer parte da sua lista.. quero apreciar a passos lentos. bj Giovanna

(Carlos Soares) disse...

Que lindo e verdadeiro poema. Parabéns mesmo