quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Acidente


Fragmentos de palavras,
farrapos
encontrados no lixo,
cheios os contentores,
vazios os efeitos
e caladas as bocas
à força,
entre um acidente
e um destino.


Foto do meu filho Viajantis

12 comentários:

wind disse...

Muito "pesado".
Beijos

Sonia Schmorantz disse...

Não sei se quis dar um sentido especial, mas é um poema que trata, ao meu ver, do silêncio e da dor súbita, depois do inesperado,do acidente que muda tudo dali para diante...
beijos

Isabel José António disse...

Cara Amiga Paula Raposo,

Fazia tempo que não passava por este seu espaço. Estivemos um tempo assaz longo, longe da blogoesfera.

Mas eis-nos outra vez a navegar nestes mares.

Há momentos assim, como o que o seu poema nos conta. Há palavras que nos fogem. Outras que saem em catadupa. Há factos e acontecimentos para os quais as palavras já nada dizm nem definem ou sequer informam.

É nessa ocasião que é imperioso que a nossa mente "saltitante" se cale e que outra dimensão tome conta de nós. É uma outra ordem de frequência vibracional, de paz, de aceitação, pois já nada há a fazer, de recolhimento.

Parabéns.

Se nos quiser visitar sugerimos, o "Poesia Viva", o "Caminho do Coração" e o "Observatório".

Um abraço

José António

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Clarinda disse...

O acidente e o destino...nem sempre são maus...por vezes trazem-nos coisas lindas...só temos que tirar as coisas boas, e as lições que eles nos deram...
Lindo como sempre!!!
E a foto do Viajantis, idem.
Jhs,

Vanessa. disse...

Sem palavras!

Miguel Barroso disse...

Heavy poetry. gostei.


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

Alexandra disse...

Fico sempre s palavras quando vejo a arte de transformar a dor em algo sublime!

Beijos

Viajantis disse...

e o destino nãos erá, porventura, um acidente?
ou um acidente o destino?

Branca disse...

Passando pra te desejar um ótimo fim de semana,
bjo carinhoso.

Teresa David disse...

Menina, continuas pujante no teu poetisar!
Um abraço e bom fim de semana
TD

poetaeusou . . . disse...

*
é a sina
de quem nasce,
e tu sabes . . .
,
bjis, meus,
,
*