segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Gotas


Só escuto o gotejar
cadenciado e simples
quando arrefece
e tudo o resto
para lá disso
não existe
no meu filme.


Foto: Viajantis

11 comentários:

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Paula, no fundo do teu coração, nasce um rio de lágrimas, que não choras, que não correm e formam o teu belíssimo poema... A foto é linda...!
Um grande abraço de carinho,
Fernandinha

Eduardo Aleixo disse...

Gosto. Poema subtil. Que será um poema subtil? Não sei explicar. Gosto.
Bj.
EA

wind disse...

Simples e bonito.
Beijos

Vanessa. disse...

Belíssimas as palavras!

Viajantis disse...

Que existe então?

Branca disse...

Passando pra te desejar uma boa semana,
bjo carinhoso,
Branca.

Maria Clarinda disse...

Ei....eu tou sim...posso ajudar nesse filme!
Lindo o teu poema...e a foto viajantis!
Jinhos mil

Gleidston dias disse...

Uma pessoa que no seu gosto esta o mais simples de estar e ser,dai sai palavras tao profundas e liricas,belissimo poema.

Uma semana abençoada pra voce.

big bjss!

Menina_marota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Menina_marota disse...

Que essas gotas sejam simplesmente para limpar a alma e que possas renascer com um brilho esplendoroso nesses teus olhos verdes lindos!

Um abraço carinhoso ;)