domingo, 18 de janeiro de 2009

Inevitável

É inevitável que eu volte aqui
ao espaço que me aqueceu
durante meses
é inevitável regressar
pelo silêncio
que me habita
compreender
o porquê da tua ausência.

Terei sempre que voltar aqui
é inevitável regressar
ao teu colo
e restituir à tua chama
a chama da minha vida.

10 comentários:

António Sabão disse...

Voltar é sempre bom! Bonito poema!:)
Beijinhos

PreDatado disse...

E é inevitável eu voltar aqui.
Para te ler.

poetaeusou . . . disse...

*
será
que a água passará
duas vezes,
pela ponte do sentir ?
,
jino
,
*

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Clarinda disse...

(...)Terei sempre que voltar aqui
é inevitável regressar
ao teu colo
e restituir à tua chama
a chama da minha vida.


Paula o poema está lindo como não podia deixar de ser...espero que o colo do teu poema, te restitua o que anseias...mas que seja PAZ!
Jinhos mil

leonor costa disse...

É bom regressar ao lugar onde deixámos raízes que cresceram e se transformaram em sonhos. Sonhos que acalentaram as nossas almas e que nunca nos deixam. Por isso é sempre bom regressar e recordar...

Bjs Paula

Blueshell disse...

"o porquê da tua ausência." - também me questiono vezes sem conta.
Este poema é lindo, sabias?
BJ
BShell

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, REGRESSAS-TE AO CANTINHO QUE VIU AS TUAS ALEGRIAS E TRISTEZAS... VOLTAS-TE A ESSE MAR, QUE TANTO AMAS... BOM SINAL AMIGA... NADA MUDOU DENTRO DE TI E TIVESTE SAUDADES...
QUE BOM PUDERMOS SEMPRE REGRESSAR...
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Tecnenfermaginando disse...

:)
às vezes,
porém,
virar páginas

Viajantis disse...

...de tão fantástico, é inevitável que eu, uma vez mais, te plagie....