quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Pétalas


O branco caminho
não tem mágoas
nem saudade,
eleva-se
em pétalas azuis
e marca
simbolicamente
o princípio
do teu regresso.


Foto: Viajantis

6 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Paula, um belíssimo poema de esperança Amiga... SUBLIME...
Um abraço de carinho,
Fernandinha

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A. João Soares disse...

Querida Paula,
Que seja o regresso do bom senso, dos valores da ética, em todos os aspectos da vida de relação com os outros.
A loucura generalizada do consumismo e da ostentação da passagem de ano mostra que as pessoas ainda não aprenderam com a crise que o dinheiro é escasso e muito valioso e não deve ser esbanjado em troca de alucinações imbecis de efeitos que podem ser dramáticos. Como a loucura continua, parece que 2009 não deve trazer melhorias...
Mas tenhamos esperanças, que elas nunca faltem. Porém, atenção, a sorte não cai no prato sem a merecermos (a não ser a alguns indivíduos sem escrúpulos, que não olham a meios nem respeitam os que por eles são transformados em vítimas e vivem de expedientes ilegítimos e de «habilidades»).
É preciso em cada momento fazer o melhor que seja possível, para chegar à noite com o espírito contente com a obra feita.
Devemos manter presentes as palavras bonitas que ouvimos, pensámos e dissemos nesta época de Festas e fazermos delas as regras do nosso comportamento durante o ano, agindo segundo o resultado das nossas reflexões, sem seguirmos cegamente o isco da publicidade e do consumismo doentio.
Desejo que 2009, apesar das dificuldades, seja um Bom Ano no aspecto de riqueza interior.
Abraço
João

wind disse...

Bonito.
Beijos

António Sabão disse...

Gosto do poema mas a foto!? Hops!!!
Beijinhos

Viajantis disse...

Pétalas que marcam o caminho de regresso....vou procurá-las....