domingo, 25 de janeiro de 2009

Todas as ondas


Sempre diferentes
as ondas sulcam
pela areia
todos os grãos soltos
dos murmúrios
e nunca iguais
bradam incessantes
todos os momentos
das marés.


Foto: Viajantis

8 comentários:

O mar me encanta completamente... disse...

Perfeito!!!
Linda demais tua poesia. Sensibilidade apurada!
Adoro te ler.
Muita Luz!
Beijos querida.

Osvaldo disse...

Olá Paula,
Hoje vim conhecer este teu outro blog, e, no seguimento do que visito normalmente, faz-me ler e reler a grande capacidade que tens de transportar para o écran o que normalmente os dedos transportam para o papel que é a "alma" do poeta e enquanto a maioria (como eu) "batemos" referência à poesia tratando-a por Vossa Senhoria, a Paula, com a intimidade que tem, trata a poesia por tu.
É sempre um imenso prazer ler tuas poesias
bjs e bom domingo

Maria Clarinda disse...

Um dos meus prazeres preferidos, olhar as ondas revoltando os grãos de areia e seus mumúrios.

Como sempre Paula, Lindo o poema e a foto do Voajantis.
Jinhos mil

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, QUANTA SENSIBILIDADE NO TEU SENTIR... QUE O CÉU TE CONCEDA TUDO AQUILO QUE O TEU CORAÇÃO DESEJA!...
A FOTO COM A MARCA VIAJANTIS... LINDA!..
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Viajantis disse...

...as marés vão e voltam, dias sem fim, mas não nos trazem de volta os mesmos grãos que levaram na véspera.....

Sonia Schmorantz disse...

Para refletir:
Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
(William Shakespeare)

Faça dessa nova semana um novo início rumo à
felicidade.
abraços

poetaeusou . . . disse...

*
a maré
brada a maresia
enaltecendo a poesia,
tu . . .
,
jino
,
*

Tecnenfermaginando disse...

no meu tempo (ih!) sensibilidade era uma característica da mulher

se homem fosse sensível, nossa! era chamdo de bichona

hj os tempos mudaram

é preciso que sejamos seres humanos sensíveis, independente do sexo

faço parte deste universo há bastante tempo

tenho feito gdes viagens por aqui

forte abç
teresa