sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Visão


Os olhos que hoje vêem o mar
têm um sabor agreste
e um ritmo indiferente
e desigual,
são uns olhos taciturnos
que não brilham com o sol
e que não se enchem
de espuma
nem se espraiam na areia,
são uns olhos metálicos.


Foto: Viajantis

14 comentários:

Viajantis disse...

...são os olhos do desinteresse....

Sonia Schmorantz disse...

Quando chegar...
Martha Medeiros
quando chegar aos 30
serei uma mulher de verdade
nem Amélia num ninguém
um belo futuro pela frente
e um pouco mais de calma talvez
e quando chegar aos 50
serei livre, linda e forte
terei gente boa ao lado
saberei um pouco mais do amor
e da vida quem sabe
e quando chegar aos 90
já sem força, sem futuro, sem idade
vou fazer uma festa de prazer
convidar todos que amei
registrar tudo que sei
e morrer de saudade

beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, A QUALIDADE DOS TEUS POEMAS, CONTINUAM A FAZER-ME MUITO FELIZ POR TER O GRATO PRAZER DE TE LER... QUANTO A UMA CERTA NOLTALGIA EU FAÇO-TE COMPANHIA... UM ABRAÇO DE AMIZADE,
FERNANDINHA

P.S.- BELA FOTO DO VIAJANTIS,
PARABÉNS MENINO!UM BEIJO.

Sonia Schmorantz disse...

São sempre olhos tristes aqueles que não vêem o azul do mar, o verde da natureza, o brlho no olhar de quem ama...
Lindo poema
beijo

Maria Clarinda disse...

Gostei muito do poema...mas não quero os olhos metálicos!!!!!Quero que continuem a brilhar com o sol, que saibam continuar a sorrir...e a encher-se de espuma!
Jinhos muitos

Isabel José António disse...

Cara Amiga Paula Raposo,

Há muito que não "aportadava" neste seu espaço.

E em boa hora o fiz, pois deparou-se-me um belo poema, muito bem construído e ritmado.

Parabéns

Os olhos com que vejo
São os olhos da alma
Em ti sempre me revejo
A ti ninguém leva a palma

São olhos do coração
Aqueles com que perdoo
E num mar da emoção
São aqueles com que voo

Já não há a tristeza
A ensombrar-me o olhar
Porque com subtileza
Levaste-me a ver o mar

Parabéns

Um abraço

José António


PS.:

Temos os nossos blogues activos. Se nos quiser visitar...

Gleidston dias disse...

São tristes os olhos que não conseguem perceber toda a visão que o mar nos proporciona,reflexivo.

Paula um bom fim de semana pra voce.

bjsss

Vanessa. disse...

Sempre fascinantes as palavras que se leem por aqui :)

Maria, Simplesmente disse...

Tem razão Paula, por vezes dos nossos olhos desaparece a emoção tornando-os metálicos.
Olhamos friamente e nada sentimos.
Bom fim de semana
Maria

Menina do Rio disse...

E que olhar...

Beijos

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fenix disse...

É o olhar dorido de quem sofreu...
É um olhar de quem já chorou tanto que secou...
É um olhar triste...

Beijinhos
Bom fim de semana

Tecnenfermaginando disse...

olhos de quem sente
e
se incomoda

a sentir-se

amo este blog!

:)

poetaeusou . . . disse...

*
olhos metálicos
bela imagem, paulinha,
,
bjis
,
*